Transmissões

Data
Vídeos mais vistos

» veja mais

Vídeos indicados

2º Congresso de Graduação - Ferramentas Digitais para Personalizar o Ensino

Existe no meio educacional um consenso do papel fundamental que os processos ativos desempenham na aprendizagem dos estudantes, independentemente se eles são dos ensinos médio ou superior. Ao mesmo tempo, há uma tendência em se concordar que prover um ambiente de ensino que estimule e desenvolva uniformemente todos os estudantes é um grande desafio, dada a heterogeneidade de formação típica numa sala de aula. O ideal, portanto, seria poder personalizar o ensino, de modo a atender os diferentes perfis e demandas, de uma forma individualizada e ativa. Nesta palestra, discutiremos como as ferramentas digitais de apoio ao ensino podem oferecer recursos poderosos na personalização do processo de ensino-aprendizagem. Em particular, serão mostrados exemplos concretos do uso de uma dessas ferramentas, disponível a todos os docentes da USP: o ambiente virtual de aprendizagem (AVA) de apoio às disciplinas de graduação e pós- graduação, chamado simplesmente de e-Disciplinas. Para isso, usaremos alguns exemplos ilustrativos e disciplinas dos cursos de graduação do Instituto de Física de São Carlos. As ideias e projetos podem facilmente ser estendidas a outras disciplinas e outras áreas do conhecimento. Por fim, serão ainda apresentadas as principais tendências mundiais, na área de Ensino Superior, em que a plataforma e-Disciplinas poderá ser usada como uma peça importante na implementação de projetos que trarão melhoria e modernização aos nossos cursos de graduação e pós-graduação da USP.

III Fórum: A Presença Indígena em São Paulo: Saúde e educação indígena: oralidade, cultura e políticas públicas

Programação: Exibição do documentário "Kiki: o ritual da resistência Kaingang" (Margot Produções), exposição de artesanato indígena e diálogo com palestrantes convidados: Pedro Luis Macena (Educador indígena do CECI Jaraguá - Centro de Educação e Cultura Indígena, Aldeia Tekoa Pyau, São Paulo) Selma Pankararu (Liderança indígena da Associação SOS Pankararu, Real Parque, São Paulo) O Instituto de Psicologia da USP (IP-USP) em parceria com o CRP SP tem realizado um fórum aberto, mensal, destinado à escuta e discussão de questões públicas relacionadas às vulnerabilidades psicossociais vivenciadas por pessoas e comunidades indígenas. O objetivo desse fórum é contribuir no processo de visibilidade da presença indígena em São Paulo, contribuindo para viabilizar o diálogo dos diversos povos com a comunidade acadêmica, além de consolidar tarefa que consideramos precípua ao campo da psicologia enquanto ciência e profissão, de proporcionar espaços de escuta e reflexão sobre temas prementes da nossa sociedade. A Rede de Atenção à Pessoa indígena visa contribuir para o campo de referências que concerne à atenção às vulnerabilidades psicossociais de indígenas da cidade de São Paulo e seus arredores. Concebemos que este trabalho só é possível por meio de um intenso diálogo com indígenas que protagonizam ações e reflexões em busca da superação dessas vulnerabilidades. Contamos com a importante parceria de lideranças Mbya Guarani da aldeia Tekoa Pyau, com a qual possuímos um histórico de atividades conjuntas, além de atividades já desenvolvidas e em andamento com a participação de atores indígenas de diversas etnias presentes no município e estado de São Paulo.