Transmissões

Data
Vídeos indicados

Seminário Internacional – A saúde indígena e a ecologia de saberes no enfrentamento dos desafios atuais: “Tem que ser do nosso jeito". Parte 2

No ano que completamos vinte anos do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena faz-se necessário discutir avanços e desafios para consolidação da assistência à saúde que garanta qualidade de vida aos povos indígenas. Os indígenas, com fundamental protagonismo para a criação e permanência desse sistema, tem chamado a atenção para a importância do respeito aos seus modos de vida e suas medicinas tradicionais na produção de cuidado constituindo uma ecologia de saberes. O momento atual exige um compromisso da sociedade com a garantia da vida e dos direitos indígenas considerando a importância da demarcação de terra, de um sistema de saúde integral com atenção diferenciada e da participação indígena em todos os momentos de decisão e execução de políticas públicas que os afetam. Palestrantes: – Ailton Krenak – Liderança Indígena – João Arriscado Nunes – Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra – Ana Lúcia Pontes – ENSP/FIOCRUZ (RJ) e ABRASCO – Douglas Antonio Rodrigues – Projeto Xingu UNIFESP Coordenação: – Marília Louvison – Profa. Dra. Depto. Política, Gestão e Saúde da FSP/USP – Nayara Scalco – Doutoranda Programa de Saúde Pública da FSP/USP Data: 26 de março de 2019, das 9:00 as 12:00 horas Local: Auditório João Yunes – Faculdade de Saúde Pública da USP, Av. Dr Arnaldo 715 – Metro Clínicas/SP

I Encontro Nacional de Física na Indústria (parte 4/8)

A Sociedade Brasileira de Física (SBF), em conjunto com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), fez um mapeamento das Atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica da Comunidade de Física Nacional, dentro e fora da Academia, procurando encontrar novas perspectivas de atuação e delinear seus futuros desafios. Nesse sentido, foram realizadas reuniões, onde foram convidados setores de grande porte nacional, públicos e privados, já relativamente bem estabelecidos e notórios em suas atividades. Como resultado deste mapeamento, foi redigido o relatório intitulado “A Física e o desenvolvimento nacional”. Para esta finalidade, foram realizadas reuniões com representantes de setores de grande porte nacional, públicos e privados, bem estabelecidos e notórios em suas atividades. Como resultado deste mapeamento, foi redigido o relatório intitulado A Física e o Desenvolvimento Nacional. No entanto, existe uma razoável comunidade de físicos realizando atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica ainda predominantemente no âmbito acadêmico, com grandes chances de se inserir no Setor Industrial, utilizando o apoio já existente das Agências de Fomento, Núcleos de Inovação Tecnológica e Incubadoras. Por essa razão, a SBF está organizando este evento com o intuito de identificar essas atividades ainda não mapeadas e inseri-las no processo de desenvolvimento industrial do País.