Transmissões

Data
Vídeos indicados

IFUSP: Curso de Verão 2013 - Formação, Modificação e Caracterização de Materiais por Feixes Iônicos

A utilização de feixe de íons para a formação, modificação e caracterização e materiais teve um grande avanço na década dos anos 80 e tem cada vez ampliado seus horizontes no desenvolvimento científico e tecnológico. Hoje em dia, praticamente, 100% de todos os circuito integrados (CIs) são produzidos com implante de íons. As aplicações vão desde a dopagem controlada para a produção dos CIs, a formação das camadas de cor nos monitores planos para computador, controle de propriedades de polímeros até o uso de aceleradores de íons para radioterapia e motores iônicos para posicionamento de satélites em órbita. No IFUSP temos equipamentos que permitem a caracterização de materiais por feixe de íons como o acelerador do LAMFI (Laboratório de Análise de Materiais por Feixe de Íons) ,,que tem capacidade de análise por RBS, PIXE e FRS e, o acelerador Pelletron, que é usado para a realização de medidas de ERDA, até os equipamentos de formação e modificação de materiais por deposição assistida por feixes de íons (IBAD) instalados no LACIFID (Laboratório de Cristais Iônicos, Filmes Finos e Datação) de Departamento de Física Nuclear. Neste curso apresentaremos o estado da arte das técnicas e métodos do uso de feixe de íons para a formação, modificação e caracterização de materiais e os estudos e pesquisas em desenvolvimento no IFUSP.

6ª Workshop de Tecnologia Adaptativa - WTA 2012_part009

A sexta edição do Workshop de Tecnologia Adaptativa (WTA 2012), promovida pelo Departamento de Engenharia de Computação e Sistemas Digitais da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, se realizará em São Paulo, Brasil, nos dias 26 e 27 de janeiro de 2012. O WTA é um evento anual promovido pelo Laboratório de Linguagens e Técnicas Adaptativas (LTA) da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo com o objetivo de propiciar o encontro, o intercâmbio de informação e o estabelecimento de novas metas e perspectivas para a área de Tecnologia Adaptativa, apresentando resultados de investigação, ferramentas e experiências práticas que compreendem diversos aspectos científicos e tecnológicos da adaptatividade, tanto em suas formulações teóricas como em suas aplicações nas mais diversas áreas da computação. A área de Tecnologia Adaptativa é um campo de pesquisa emergente, ainda em fase de desenvolvimento, com foco sobre os problemas relacionados com a organização de sistemas complexos em ciência da computação, engenharia de computação e tecnologia da informação. A oportunidade do desenvolvimento de pesquisas nesta área justifica-se pela necessidade crescente complexidade, heterogeneidade e dinamismo nos formalismos, modelos, serviços e aplicações, o que se reflete nas dificuldades correspondentes, afetando o projeto, a implementação, a operação e o gerenciamento de tais sistemas. Neste contexto, a Tecnologia Adaptativa vem propiciando diversos avanços científicos e tecnológicos em uma ampla variedade de áreas correlatas e de aplicação, através do estudo dos fenômenos associados à adaptatividade, que se apresenta como uma promissora alternativa para a inovação de soluções e para a obtenção de ganhos operacionais significativos em divesos casos. Este conceito se apóia fundamentalmente em formalismos, técnicas, modelos e ferramentas que sejam capazes de proporcionar a um sistema computacional conceitos e técnicas de projeto e de operação que o capacitem a modificar seu próprio comportamento, de forma autônoma, em resposta ao seu histórico de operação e à situação corrente do seu ambiente.