Transmissões

Data

VIII Ciclo de Atualização em Zoonoses e Saúde Pública / outubro 2016

Normal Expandido
Formato
Reportar Erro
Denunciar
Incorporar
Recomendar
Download
Gostei
189 visualizações
Publicado em Thu Nov 03 14:56:21 GMT-03:00 2016
Responsáveis:  Paulo Roberto Urbinatti
Produção:  Adolpho Levy de Oliveira

A Subgerência de vigilância, prevenção e controle da fauna sinantrópica e Subgerência de gestão de pessoas e educação do Centro de Controle de Zoonoses/SP,
com apoio do Depto. de Epidemiologia e Comissão de Cultura e Extensão Universitária da Faculdade de Saúde Pública/USP, realizará o VIII Ciclo de Atualização
em Zoonoses e Saúde Pública, com os seguintes temas:

9h às 10h e 30min - "Zoonoses Causadas por Fungos: Ocorrência de Esporotricose e Histoplasmose na Cidade de São Paulo”
- Hildebrando Montenegro – Biólogo, MSc, PhD - Laboratório de Zoonoses e Doenças Transmitidas por Vetores - CCZ/COVISA/SMS/PMSP.

Na palestra serão abordadas as atividades do Setor de Micologia (LabZoo/GCCZ/COVISA) na vigilância da Histoplasmose e da Esporotricose em populações animais
na cidade de São Paulo. A Histoplasmose e a Esporotricose são doenças de origem fúngica, comuns ao homem e aos animais, cuja incidência em centros urbanos vem aumentando nos últimos anos, paralelamente à deterioração do ambiente urbano.


10h e 50min às 12h - “Fungos de interesse para a Saúde Pública e o controle de animais sinantrópicos”
- Gladyston C. V. Costa - Biólogo, MSc, Analista de Saúde - Subgerência de Vigilância, Prevenção e Controle de Animais Sinantrópicos - CCZ/COVISA/SMS/PMSP

O acumulo de fezes de animais (tais como pombos e quirópteros) em espaços confinados representam potencial risco á saúde das pessoas por propiciar a proliferação
de micro-organismos patogênicos, pois há a possibilidade de contaminação por contato direto e/ou inalação de material particulado. Em situações como esta é necessário
analisar medidas de controle da fauna presente no local de modo a minimizar os riscos á saúde