Transmissões

Data

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL: “Que tipo de ação intersetorial pode promover equidade em saúde? Questões críticas para traduzir princípios em práticas”

Normal Expandido
Formato
Reportar Erro
Denunciar
Incorporar
Recomendar
Download
Gostei
668 visualizações
Publicado em Thu Apr 30 10:36:51 GMT-03:00 2015
Responsáveis:  Marco Akerman
Produção:  Adolpho Levy de Oliveira

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL: “Que tipo de ação intersetorial pode promover equidade em saúde? Questões críticas para traduzir princípios em práticas”
que será proferida por Louise Potvin da Universidade de Montreal.
Data: 17 de abril de 2015, sexta-feira, 08h30min
Local: FSP/USP - Auditório João Yunes, Av. Dr. Arnaldo 715 – Metro Clínicas.
O Departamento de Prática de Saúde Pública (HSP), a Comissão de Pós-Graduaçao (CPG) e a Comissão de Cultura e Extensão Universitária (CCEx.),
da Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP convidam trabalhadores e gestores do SUS, estudantes de graduação, pós-graduandos e docentes e outros
interessados para este debate relevante para a formulação das políticas públicas.

A ação intersetorial é defendida como uma estratégia-chave para a promoção da equidade em saúde. Mas nem todas as ações intersetoriais são criadas
de maneira uniforme. Nesta apresentação Louise vai distinguir entre dois tipos de ações intersetoriais: as que envolvem parceiros exclusivamente institucionais
e aquelas que incluem parceiros que representam grupos para os quais há uma preocupação com a equidade em saúde. Vai argumentar que apenas as ações deste último
tipo têm o potencial para tratar de questões de equidade. Mas essas parcerias são muitas vezes complexas e conflituosas. Com base em seu trabalho sobre a ação
intersetorial em Montréal, Louise irá examinar três funções críticas que precisam ser traduzidas em práticas para que essas parcerias possam ser eficazes.

O conferencista será a Profa. Louise Potvin, que completou seu doutorado em Saúde Pública pela Universidade de Montreal e pós-doutorado em avaliação de programas
e abordagens comunitárias e desigualdades em saúde. Atualmente é professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social, Université de Montreal e diretora
científica do Centro de Léa-sur les Roback Inégalités Sociales de Santé de Montréal. Este Centro visa documentar como as intervenções de saúde pública em apoio
ao desenvolvimento social local podem contribuir para a redução das desigualdades de saúde em ambientes urbanos. Seus principais interesses de pesquisa são a
avaliação do programa de promoção da saúde e intersetorialidade. Foi membro do Grupo de Trabalho da OMS-EURO sobre a Avaliação de Promoção da Saúde. Membro do
Grupo de Referência Canadense sobre os Determinantes Sociais da Saúde. Membro da União Internacional para a Promoção da Educação e da da Saúde (UIPES) e membro
da Academia Canadense de Ciências da Saúde. É a Coordenadora do Comitê Científico Global da 22a Conferência Mundial de Promoção da Saúde da UIPES, que será
realizada em Curitiba, em maio de 2016. Publicou cinco livros e mais de 200 artigos e capítulos de livros.